Sesimbra a Bordo 

Educational Passages PT / Sesimbra a Bordo

Partilhar este conteúdo:

facebook.png
twitter.png
linkedin.png

Sesimbra a Bordo 

 

Escola: Escola BásicaNavegador Rodrigues Soromanho

Segue o SESIMBRA A BORDO no website do Educational Passages

o estado do vento e das correntes e tenta prever a rota 

O ‘Sesimbra a Bordo’ é o mini-veleiro do Agrupamento de Escolas Navegador Rodrigues Soromenho. Desde julho de 2017 que as sete escolas deste Agrupamento têm a distinção Escola Azul e foi no âmbito deste programa educativo do Ministério do Mar que decidiram lançar-se à aventura do “Educational Passages PT”. 

Show More

Com o apoio da Câmara Municipal de Sesimbra, município aderente Escola Azul, foi possível a este Agrupamento trabalhar desde o início um dos barquinhos do Educational Passages. Todo o Agrupamento esteve envolvido no trabalho e preparação em torno deste pequeno barco. As mensagens que transporta estão compiladas em pens USB e espelham o imenso empenho dos alunos, abrangendo áreas tão diversas como as ciências, línguas, artes, geografia, história, matemática, cidadania ou tecnologias de informação. 


Prevendo-se que viesse a funcionar como um digno representante da região no Oceano Atlântico, o mini-veleiro foi batizado de ‘Sesimbra a Bordo’ e toda a decoração do casco é alusiva precisamente a Sesimbra e à sua comunidade.

Show More

A 14 de junho de 2019, numa cerimónia com pompa e circunstância, o ‘Sesimbra a Bordo’ já devidamente preparado foi apresentado junto à Fortaleza de Santiago, em Sesimbra, enquadrado no evento de encerramento do ano letivo do Agrupamento.


O ‘Sesimbra a Bordo’ seria então lançado simbolicamente no mar, no que seria também um primeiro teste à navegabilidade do pequeno barco. O lançamento definitivo (e em local mais propício a grandes navegações) ficou então marcado para setembro e, até lá, o barquinho ficou em exposição na Sala da Viagem do Museu Marítimo de Sesimbra. 

Show More

Lançamento nos Açores
O lançamento do ‘Sesimbra a Bordo’ em pleno Oceano Atlântico ficou marcado para 20 de setembro, a partir da ilha de São Miguel. O mini-veleiro viaja para os Açores à boleia do porta-contentores “Monte Brasil”, numa preciosa ajuda da Transinsular.


 

O lançamento do barquinho nos Açores conta com a presença de uma representação da Escola Básica Navegador Rodrigues Soromenho (uma professora e três alunas embaixadoras Escola Azul). Em vésperas do lançamento, esta comitiva participa na 8.ª conferência internacional da EMSEA (European Marine Science Educators Association) que decorre em São Miguel. A 16 de setembro, têm mesmo a oportunidade de fazer uma pequena apresentação do seu projeto ‘Sesimbra a Bordo’, enquadrada no âmbito da comunicação oral sobre o programa Escola Azul. 

 

As alunas aproveitaram também a presença nos Açores para irem à Escola Secundária da Lagoa, onde apresentaram este projeto. O lançamento definitivo do ‘Sesimbra a Bordo’ seria realizado a 20 de setembro, com o apoio indispensável de embarcações da Picos de Aventura. A acompanhar este lançamento esteve a equipa promotora do projeto (Escola Azul – DGPM e Instituto de Sistemas e Robótica – IST), a comitiva da Escola e até mesmo a coordenadora do Educational Passages. O lançamento do 'Sesimbra a Bordo' foi acompanhado pela RTP (ver reportagem).


 

 

 

 

 

 

 

 

Refira-se que este evento de lançamento não se realizou numa data qualquer: o dia 20 de setembro de 2019 marcou os 500 anos do início da viagem de circum-navegação de Fernão de Magalhães. O lançamento no Oceano do ‘Sesimbra a Bordo’ integra-se nas comemorações desta data e foi alvo de destaque no evento de celebração oficial que decorre simultaneamente em Lisboa. Que melhor forma de homenagear Fernão de Magalhães que com o início de uma viagem que se quer longa e capaz de chegar a outras latitudes, unindo pessoas e culturas de diferentes países?

Uma Aventura em Marrocos

O “Sesimbra a Bordo” esteve 49 dias a navegar no Oceano Atlântico. A expectativa era a de que este pequeno barco trabalhado pelos alunos do Agrupamento de Escolas Navegador Rodrigues Soromenho pudesse chegar ao outro lado do Oceano, mas este mini-veleiro viria a fazer uma surpresa a todos: rumou no sentido inverso e regressou ao lado de cá do Oceano Atlântico. O “Sesimbra a Bordo” até chegou a ameaçar voltar a Portugal continental mas, no início de novembro, parecia ter o seu destino traçado: Marrocos. Faltava apenas conhecer o local e o dia exato onde o barquinho iria acostar.


Para agilizar as comunicações entre todos os envolvidos, e também para professores e alunos acompanharem em "tempo real” tudo o que estava a acontecer, foi criado um grupo de WhatsApp. A equipa da Escola Azul e IST/ISR-Lisboa, com a ajuda da equipa ROV da EMEPC, começou desde logo a traçar cenários. As primeiras previsões apontavam para uma chegada a terra pelo dia 6 de novembro. Mas os ventos mudaram e empurraram o “Sesimbra a Bordo” mais para sul. 
 

Chegou a estar a apenas meia milha náutica da costa marroquina mas, numa reviravolta impressionante, fez praticamente uma inversão de marcha e voltou para norte. Ainda navegou perto da costa durante um dia até que finalmente acostou pouco a norte da cidade de Kenitra, na madrugada de 7 para 8 de novembro. Foram mais de 3700 km percorridos em 49 dias, com 452 transmissões via satélite, sem uma única falha do GPS. 
 

Paralelamente a todo o acompanhamento do percurso do mini-veleiro, o grande desafio passava por garantir que o mesmo pudesse ser recolhido em segurança em território marroquino. E esta era uma questão muito longe de ser fácil ou linear de resolver. Causou apreensão e muito nervosismo a toda a equipa, desde a Escola de Sesimbra à própria coordenação.
 

Felizmente pudemos contar com a ajuda incansável e insuperável de Mohamed Hadani, geólogo, professor universitário e amigo de longa data, que funcionou como o nosso contacto privilegiado no país. Mohamed fez-se à estrada e seguiu para Kenitra para poder acompanhar mais de perto a chegada do “Sesimbra a Bordo”. Entretanto deixou de sobreaviso a Autoridade Marítima marroquina, que viria a encontrar o barquinho em pleno areal, na manhã de dia 8. O momento em que as primeiras fotografias do "Sesimbra a Bordo" em Marrocos chegaram a Portugal foi de grande emoção para toda a equipa. 


 

Mas esta aventura não ficava por aqui. As autoridades marroquinas levaram o pequeno barco para a capital Rabat onde o viriam a abrir e inspecionar minuciosamente. Chegou-se a temer o pior: um objeto não identificado a entrar em território marroquino sem autorização prévia poderia vir a ser destruído ou causar problemas a quem fosse responsável. Felizmente, tudo ficou resolvido: as autoridades ficaram ao corrente deste projeto educativo e o mini-veleiro foi levado de volta ao local onde deu à costa. 
 

O “Sesimbra a Bordo” encontra-se agora seguro na localidade de Souk El Arbaa a aguardar os próximos episódios da sua aventura. A ideia passa, claro está, por envolver uma escola local no projeto e colocá-la em contacto com os alunos do Agrupamento de Escolas Navegador Rodrigues Soromenho. Afinal de contas, é esse o grande objetivo deste projeto: unir jovens de diferentes países e culturas, em torno das aventuras de um pequeno veleiro.

 

 
 

 

Um grande agradecimento ao Mohamed Hadani, ao Diretor de Turismo de Marrocos em Portugal, Abdellatif Achachi, e a todos os que contribuíram para o resgate deste mini-veleiro.

Show More
Show More
Show More
Show More
Show More

Promotores

Apoios

LINKS MAR

oceaninvest.png
logo-bluetech-h.png
logo.png
eeagrants_4x.png

CONTACTOS

Av. Dr. Alfredo Magalhães Ramalho N.6

1495-006 Lisboa, Portugal

Tel: +351 218 291 000

E-Mail: geral@dgpm.mm.gov.pt

Skype: DGPM_Live

REDES SOCIAIS

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black YouTube Icon

© Todos os direitos reservados, 2019  |  DGPM - Direção-Geral de Política do Mar

Proteção de Dados      |      Avisos Legais     |      Links Úteis     |      Mapa do Site